Hygge: charme escandinavo na decoração

Katty Cuel

Conforto, equilíbrio, felicidade. Quem não quer que sua casa imprima essas sensações? Pois bem, o conceito hygge, inspirado no estilo de vida dinamarquês (e por extensão de toda a região escandinávia) imprime justamente isso, e anda fascinando muitos pelo mundo, virando hoje a grande referência em termos de decoração. Esse conceito, que não pode ser traduzido para outros idiomas, pode ser traduzido como uma espécie de aconchego, mas dizem os especialistas que é muito mais do que isso. “Diria que é a arte de criar uma atmosfera simpática, seja onde for. Envolve, geralmente, companhia, silêncio, lareira” explica Meik Wiking, dinamarquês de 38 anos e CEO do Happiness Research Institute.

decoracao-escandinava-1492501

 

Por imprimir esses valores alinhados à felicidade, a decoração nórdica entrou nas casas brasileiras e deve crescer cada vez mais. Confira as dicas para transformar sua casa em um espaço encantador e muito aconchegante!

 

Estilo escandinavo

A região centrada no norte da Europa, tem como características temperaturas baixas e um inverno intenso e longo, de modo que o interior das casas prioriza a entrada máxima de luz natural e na decoração muito tricô, crochê, peles e madeira – itens que trazem calor e aconchego aos ambientes. A simplicidade e sobriedade são a grande referência, além da neutralidade e amplitude.

 

Minimalismo em essência

Na onda do jeito hygge de viver, o minimalismo é uma tendência tanto na decoração como na vida: poucos móveis, muito espaço, praticidade e funcionalidade. Baseada na sobriedade, a decoração conta com elementos decorativos pontuais onde cada móvel e objeto tem sua função, sem excessos.

 

Gama de cores

Na decoração escandinava, o branco é a estrela, sempre alinhado com tons de cinza, bege e algo de preto. A madeira é muito presente nos pisos e paredes, geralmente em tons claros e muitas vezes pintada ou patinada em branco. As cores vêm em elementos específicos, como em quadros e plantas – ambos com papéis importantes na composição do ambiente.

 

Iluminação

A iluminação natural é essencial na decoração escandinava, uma vez que em um lugar onde a luz do sol é tão rara no inverno, o grande objetivo é fazer ela entrar o máximo possível. Por isso janelas e claraboias que deixem a luz entrar sem barreiras são imprescindíveis, de preferência evitando adornos e cortinas pesadas. A iluminação extra vem com luminárias de piso ou pendentes, geralmente em cobre ou gold rose para manter a suavidade no ambiente acromático.

 

Materiais

Considerando as paisagens escandinavas com montanhas, lagos e florestas, materiais naturais e rústicos como a madeira bruta e tijolo aparecem muito nesse tipo de decoração. A combinação de linhas retas, clean e espaços amplos com elementos rústicos dá um toque especial aos lares nórdicos.

 

Paredes ocupadas

Com grandes superfícies brancas por conta do minimalismo predominante, as paredes recebem composições que seguem o mesmo estilo: cores neutras, assimetria, frases ou desenhos geométricos. As molduras não tem peso, sendo harmoniosas e básicas.

 

Cadeiras statement

Esse tipo de decoração hygge não poderia prescindir de algo que já tempos já colocou a escandinávia no mapa: seu design. Premiadíssimo e elogiado em todo o mundo, o desenho originário do norte da Europa já criou peças atemporais que trazem personalidade a qualquer ambiente. Sendo assim, réplicas acessíveis das cadeiras que já são clássicas como elbow ou wishbone (alguns dos desenhos mais reconhecidos do famoso designer Hans J. Wegner), Modway Ernie de Arne Jacobsen ou as tradicionais cadeiras de madeira estilo Windsor são uma pedida segura para um ambiente escandinavo, onde há espaço para as cadeiras Eames – apesar da dupla de irmãos designers vir dos EUA, suas criações tiveram grande influência de Eliel Saarinen, arquiteto finlandês.

 

Tapetes

Em um ambiente de estilo escandinavo, muitas vezes toda a atenção irá para os lindos tapetes geométricos que trazem charme para a decoração. O tapete é peça indispensável nesse estilo, pois considerando o clima frio do norte da Europa, o tapete vem para esquentar o ambiente, tanto em temperatura como no mood. Além de ser o complemento visual perfeito para uma decoração econômica e minimalista.

 

 

Texto enviado por Habitissimo – Guia de onde encontrar informação detalhada, orçamento e opiniões sobre profissionais e empresas de obras, arquitetura e decoração

Posts Relacionados

Katty Cuel
Katty Cuel
Sócia proprietária da netDECOR, cineasta e fotógrafa. Adora inventar ideias criativas e baratas para deixar a casa sempre renovada, divertida e confortável.